Entenda o que é e como receber a restituição do IR

Por Rene setembro 10, 2020 0

O Imposto de Renda é uma declaração anual e um valor obrigatório a ser cumprido pelos brasileiros. Nem todo mundo sabe como funciona ou da importância do IR. Se você não sabe o que é este benefício e não faz ideia do que é a restituição do IR, não deixe de ler o texto a seguir e saiba de tudo.

O que é o IR?

O Imposto de renda funciona como uma tributação em relação a renda do trabalhador. O imposto se divide em dois tipos, O IRPF e o IRPJ. O primeiro é o Imposto de Renda para Pessoa Física, destinado aos trabalhadores e o segundo é o Imposto de Renda para Pessoa jurídica, destinado às empresas.

O IR é muito importante e deve ser declarado todo ano de acordo com o prazo estabelecido. Não cumprir ou omitir bens e valores na sua declaração, pode fazer com que você caia na malha e fina e acabe saindo prejudicado.

Para evitar irregularidades com a Receita, é essencial cumprir o regulamento do IR. Por isso, o contribuinte deve estar informado quanto ao imposto de renda 2021.

Como receber a restituição?

O imposto é declarado na folha de pagamento do trabalhador, quando o mesmo paga a mais na declaração do IR, ele pode requerer a restituição deste valor.

Quando finaliza a sua declaração anual, se tiver muitas deduções no IR, como despesas médicas, despesas escolares e muitos dependentes registrados, o trabalhador vai ganhando descontos no imposto.

Quem tiver direito ao recurso, não pode deixar de conferir os lotes do imposto de renda. O pagamento das restituições é realizado de acordo com os lotes, que são pagos entre junho e dezembro. Por isso, é preciso estar atento às divulgações de lotes do imposto de renda.

Quem precisa declarar o IR?

Mas afinal, quem precisa declarar o IR? Antes de tudo, é importante que você esteja dentro do prazo de declaração do IR, pois o atraso pode gerar a cobrança de multas.

Deve declarar o imposto de renda os contribuintes que receberam um valor superior a R$ 28.559,70 no ano anterior a declaração, quem possuir até o dia 31 de dezembro do ano anterior bens acima de R$ 300 mil, quem obteve lucro por intermédio de vendas de imóveis, carros ou outros bens, quem obteve renda bruta rural superior a R$ 142.798,50, entre outras situações.

Como mencionado, irregularidade ou atraso na declaração e no pagamento do Imposto de Renda podem acabar prejudicando você. Portanto, esteja de acordo com a receita e cumpra com o IR!

Acesso a uma educação de qualidade com a UNOPAR

Por Rene setembro 9, 2020 0

Escolha fazer o Vestibular UNOPAR 2021 e ter acesso a uma educação de qualidade, na instituição que lidera o mercado do ensino superior à distância. Existem duas formas de participar do Vestibular UNOPAR 2021, o vestibular agendado e o tradicional, e para você ficar bem informado o nosso post de hoje abordará tudo sobre o processo seletivo UNOPAR.

Como qualquer instituição de ensino superior, a UNOPAR o seu próprio processo de seleção para os novos alunos. Se você estiver pensando em ingressar em um dos cursos de Graduação da UNOPAR Colaborar, as provas serão de nível médio. Conforme for a especialização que você busca, o nível da prova será maior ou menor.

Por que realizar o Vestibular UNOPAR 2021?

Entre tantas oportunidades educacionais que encontramos hoje, fica difícil escolher como se qualificar.

Primeiro, precisamos analisar a qualidade da instituição, o custo benefício, o tempo disponível, a grade curricular e outras coisas. Depois verificamos as formas de ingresso.

Mas, por que tantas pessoas escolhem a UNOPAR Colaborar?

A UNOPAR é uma instituição que lidera o mercado de ensino à distância no país, com qualidade reconhecida pelo MEC e com uma Área do Aluno exclusiva, possibilitando intensificar as horas de estudos.

Os fatores que mais fazer as pessoas a escolher a UNOPAR é a falta de disponibilidade para ir à faculdade, os altos custos das universidades particulares e a boa reputação da UNOPAR.

A mais de 45 anos no mercado a instituição conquista mais alunos e, por sua vez, os candidatos ao vestibular UNOPAR 2021 sabem que é um caminho de sucesso a seguir.

Inscrições no Vestibular UNOPAR 2021

As inscrições para o vestibular UNOPAR 2021, acompanham o calendário das demais instituições, tendo assim, duas formas de ingresso, uma no início do ano letivo e outra para o segundo semestre.

Para se inscrever no vestibular UNOPAR 2021 o candidato precisa acessar o http://www.unoparead.com.br e clicar na opção “Inscreva-se”.

Preencha o formulário de inscrição com o seu nome, CPF e formas de contato.

Vestibular UNOPAR 2021 Inscrições

Caso o período de seleção esteja aberto, imprima, pague a taxa de inscrição e aguarde a data do exame. Caso contrário, você poderá acompanhar a sua inscrição, até a abertura de novas vagas.

Vestibular UNOPAR 2021 Inscrições, Provas

As Provas do Vestibular UNOPAR 2021

De acordo com a instituição UNOPAR, a prova é uma proposta de redação e o candidato as vagas terá que desenvolver a sua argumentação de acordo com o que for solicitado, em caso satisfatório, é só aguardar o processo de matrícula.

Como havíamos comentado, você poderá optar pelo processo tradicional, que ocorre nos polos da UNOPAR em todo o país, ou o processo seletivo agendado.

Até o momento as informações para o vestibular UNOPAR 2021 não foram liberadas, mas, estima-se que eles sejam próximos as datas do ano anterior.

  • Cronograma do Vestibular UNOPAR (ano anterior)
  • Vestibular Geral
  • 28 de fevereiro de 2016
  • Processo Seletivo Agendado
  • Entre 25 de Janeiro e 25 de Fevereiro

Os resultados do Vestibular Geral foram divulgados no dia 3 de março às 17 horas (horário de Brasília). Já os resultados do Vestibular Agendado, sai com até 48 horas úteis do término da prova.

Não perca mais tempo, matricule-se na UNOPAR.

Vale a pena ter uma previdência privada? Como funciona?

Por Rene setembro 1, 2020 0

Desde quando o Governo Federal anunciou a proposta para a reforma da Previdência muita gente vem procurando, como uma alternativa, os planos particulares desvinculados ao INSS.

Se você começou a planejar seu futuro, e também está pensando em investir em uma previdência privada é bom estar atento as condições propostas e saber se realmente vale a pena.

Pensando nisso, separamos os principais pontos de como é e como funciona a previdência privada para que você fique por dentro de tudo.

O que é?

A previdência privada nada mais é do que uma forma de seguro, ou seja, um plano de aposentadoria complementar à previdência social, ligada ao INSS, do Governo.

Também conhecida como previdência complementar, esse “seguro” propõe a garantia de uma renda futura ao titular ou ao seu beneficiário enquanto ele estiver aposentado ou em caso de invalidez (se estiver previsto no contrato).

Na realidade, a previdência complementar é muito semelhante a investir em um fundo de investimento, no entanto algumas regras são bem diferentes, como a tributação, as taxas, e a modalidade.

É importante ressaltar que todas as organizações que trabalham com a previdência privada são fiscalizadas e regulamentadas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) e Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

Outro ponto que deve ser esclarecido é que a previdência pública é obrigatória e a complementar é facultativa. Ou seja, quem trabalha não pode optar por querer ou não pagar aposentadoria INSS 2021, pois é obrigatório.

Como funciona?

Normalmente os planos de previdência privada se dividem em duas etapas. A primeira é a acumulação, que é o período onde os subsídios feitos são aplicados de acordo com as regras da seguradora, que tem o objetivo de aumentar o capital investido.

A segunda é o resgate, onde o valor acumulado pode ser resgatado integralmente ou em parcelas, após o período definido no contrato.

Muitas pessoas aderem a esse plano e começam a fazer aportes regulares para que o dinheiro comece a acumular e a crescer com os investimentos, como uma forma de “poupança forçada”.

No entanto, como as seguradoras usam o dinheiro para investir em produtos financeiros podem cobrar algumas taxas (muitas vezes abusivas) para realizar esse serviço.

Não existe uma idade mínima para aderir a um plano de previdência complementar. Mas, se o seu objetivo é fazer uma renda complementar para o seu futuro, o bom é começar o quanto antes.

É preciso estar atento, pois vários especialistas afirmam que a previdência privada é um investimento que não vale a pena por conta das altas taxas e a rentabilidade baixa. Sendo assim, você pode perder muito mais dinheiro e poder de compra do que imagina.

Por isso a dica é: sempre calcule a rentabilidade e dilua todos os custos que estão embutidos nela. Dessa forma você pode comparar os melhores tipos de investimentos.

São confirmados participantes para o próximo reality da Rede Globo!

Por Rene junho 28, 2020 0

O Big Brother Brasil é uma produção da Endemol, mas apresentado pela TV Globo. No Brasil o reality show é apresentado desde maio de 2002 e desde então se tornou um sucesso, chegando à sua décima segunda edição em 2019. Cada edição tem apenas um só vencedor, mas o que poucas pessoas sabem é que nem sempre o prêmio final foi na casa dos milhões de reais.

A inscrição BBB21 é realizada todos os anos e você deve ficar atento quando acontecerem as seletivas no seu estado.

Nas primeiras edições do BBB, o prêmio era de R$ 500 mil e mesmo assim a disputa era acirrada como é hoje. Outro fato curioso é que na primeira edição do BBB foram apenas 19 participantes, e depois 14 até a sexta edição, em 2006.

Participantes BBB21

Cada ano o BBB os 14 participantes para disputarem entre si o prêmio de 1,5 milhões de reais. Além claro, de prêmios durante o programa e claro, a fama que é consequência de tudo isso.

Participantes BBB19, Lista de Participantes confirmados BBB21, quem estará no BBB21

PARCITIPANTES QUE JÁ GANHARAM O BBB

  • BBB 1: Kléber de Paula
  • BBB 2: Rodrigo Leonel
  • BBB 3: Dhomini Ferreira
  • BBB 4: Cida dos Santos
  • BBB 5: Jean Wyllys
  • BBB 6: Mara Viana
  • BBB 7: Diego Gasques
  • BBB 8: Rafinha Ribeiro
  • BBB 9: Maximiliano Porto
  • BBB 10: Marcelo Dourado
  • BBB 11: Maria Melillo

Lista de Participantes BBB21

A lista dos Brothers selecionados para o BBB 21 será divulgada apenas em Dezembro para Janeiro do ano seguinte, até lá precisamos aguardar… mas não deixe de perder informações sobre o programa e assim que forem divulgado os nomes dos selecionados, estaremos adicionando a esta página.

3 Formas de conseguir uma bolsa estudantil com a nota do ENEM

Por Rene junho 25, 2020 0

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a prova anual realizada pelo Ministério da Educação (MEC) todos os anos para concluintes do Ensino Médio. O teste gera uma nota que pode ser usada de algumas formas, inclusive conseguir bolsa de estudos integrais ou parciais. Saiba como a seguir.

O que você precisa saber sobre o Enem

O Enem é realizado todos os anos e qualquer um pode se inscrever. O teste é extremamente indicado para os concluintes do ensino médio porque sua nota substitui o vestibular de muitas instituições de ensino.

O exame foi criado para medir o grau de ensino das escolas no Brasil. Por muitos anos sua participação era incentivada, mas de nada servia a nota. Hoje o MEC encontrou formas de fazer o aluno participar, servir à sua finalidade principal de ajudar a melhorar o ensino no país e a nota ainda possui outras finalidades.

Alunos concluintes do ensino médio em escola pública não pagam a inscrição. Já os alunos da rede privada de ensino pagam uma taxa com valor baixo. Pode-se ainda pedir a isenção comprovando ser baixa renda ou estar desempregado.

A prova é realizada em dois domingos com separação do conteúdo de humanas e exatas. A avaliação é de múltipla escolha com preenchimento de um gabarito. A única parte de escrita em punho é a redação com temática diferenciada todos os anos.

Três formas de conseguir bolsa de estudos com o Enem

A nota do Enem pode ser usada para conseguir bolsas de estudo. Isso é possível de três formas diferenciadas. São elas:

Inscrevendo-se no ProUni

O Programa Universidade Para Todos (ProUni) fornece bolsas de estudo variáveis entre 50 e 100% da mensalidade. As vagas são para alunos baixa renda estudarem na rede privada de ensino em todo o país. Os pré requisitos são ter feito a prova do Enem até dois anos antes e ter renda familiar de até dois salários mínimos. A concorrência é de acordo com a melhor nota. As notas mais altas cumprindo os pré requisitos ocupam as vagas.

A Nota de Corte Prouni é de acordo com a maior nota e variável por curso. Em medicina, por exemplo, um dos mais concorridos, o aluno pode precisar tirar notas altíssimas. Já para Letras ou engenharia cartográfica, por exemplo, a nota de corte deve ser bem baixa. Uma dica para escolher o curso é analisar a nota anterior.

Inscrevendo-se no site Quero Bolsa

Esta é uma iniciativa privada para oferecer bolsas parciais em faculdades da rede privada. As bolsas de 25 a 75% e são fornecidas com alguns critérios. Um deles é a nota do Enem. Ser baixa renda influencia para ter o maior desconto na mensalidade que vale por todo o curso.

Inscrevendo-se no site Quero Bolsa

Outra iniciativa privada para ajudar estudantes a realizar o sonho de ter um diploma. A inscrição pode ser feita online e as bolsas são parciais de até 75% da mensalidade. Ao contrário do ProUni as bolsas são fornecidas durante todo o ano, é só se inscrever e não paga nada para avaliar o seu cadastro.

Processo Seletivo para o TRF

Por Rene abril 16, 2020 0

A Consulplan será a banca organizadora da seleção que abrange os estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Para aqueles que esperam a notícia da abertura das inscrições para o concurso 2021 do TRF 2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região) que realiza a jurisdição dos estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro, podem ficar atentos ao fato que foi definido: a Consulplan é a banca que vai realizar o processo de seleção, e portanto nos próximos dias (em torno de menos de 1 mês) teremos a publicação do edital.

Esse tipo de processo seletivo é para a realização de formação de cadastro reserva, sendo que são oportunidades para analistas e técnicos, onde os analistas precisam do Diploma do Ensino Superior e no qual temos as opções para aqueles que não precisam apresentar nenhuma especialidade ou senão devem ter uma formação em Medicina, Biblioteconomia, Informática, Serviço Social, Enfermagem, Psicologia, Estatística, Arquitetura, Taquigrafia ou senão em Arquivologia, sendo que tendo ou não uma formação definida dentro das expostas o TJ SP 2 oferece um salário – base no valor de R$ 4.663,67, mais um GAJ (Gratificação de Atividade Judiciária) no valor de R$ 4.170,30, um VPI (Vantagem Pecuniária Individual) de exatamente R$ 59,87 e um auxílio – alimentação que chega a marca de R$ 799,00, ou seja, no final das contas o subsídio chega a marca de R$ 9.662,84.

Já que explicamos sobre os analistas podemos dizer que os técnicos precisam de Diploma do Ensino Médio e não é necessário nenhum tipo de especialidade, sendo que o salário – base fica na marca de R$ 2.824,17, GAJ de R$ 2.541,75, VPI de R$ 59,87 e um auxílio – alimentação também de R$ 799,00, ou seja, para esse cargo o subsídio total chega na marca de R$ 6.224,79.

Agora que sabe que o concurso está prestes a sair, será que existe tempo suficiente para estudar ou é melhor desistir de uma vez e partir para outro tipo de seleção?

Existe tempo suficiente para estudar para o concurso, pois quando o edital é publicado as provas devem ocorrer pelo menos 90 dias depois e como ainda estamos em período de eleições pode ter certeza que as provas serão realizadas somente no ano que vem.

Para dar uma adianta nos estudos acesse o edital antigo no endereço www.concursosfcc.com.br/concursos/trf2r111/ e com isso vai ter uma base do que vai cair no atual, pois muda pouca coisa. No caso da vaga de Analista sem especialidade / Área Administrativa, por exemplo, foram cobrados conhecimentos da Língua Portuguesa, de Raciocínio Lógico – Matemático e ainda Noções de Sustentabilidade, além de Noções de Direito (Cosntitucional, Administrativo, Penal e do trabalho) e Noções de Administração (Geral, Pública, Orçamentária e Financeira e Orçamento Público e também de Recursos Materiais).

Conheça o benefício concedido a milhares de trabalhadores anualmente

Por Rene dezembro 9, 2019 0

O PIS é um benefício concedido a milhares de trabalhadores todos os anos, como um pagamento a mais de seus trabalhos. Antes, qualquer um que trabalhasse de carteira assinada tinha o direito ao PIS, em 2022 entrarão em vigor algumas regras que foram discutidas e aceitas nesse ano que irão modificar a forma de pagamento e talvez, prejudicar muitas pessoas.

Felizmente, essas regras não irão afetar os trabalhadores em 2018, apenas no calendário de 2019/2020 que elas entrarão em vigor, por isso aproveite e fique ligado para não perder seu benefício. Confira abaixo quem tem direito ao PIS 2022.

Trabalhadores que têm direito ao PIS 2022

Não foi muita coisa que mudou, mas as novas regras visam melhorar e colocar em vigor total débito pendente com o trabalhador. Com as novas regras em 2020 os trabalhadores que continuam com seus direitos são:

  • Aqueles que estão cadastrados no mínimo há 5 anos no PIS/PASEP.
  • Aqueles que receberam de empregadores pelo menos 2 salários mínimos médios.
  • Aqueles que tenham trabalhado pelo menos 30 dias consecutivos com remuneração.
  • Aqueles que têm seus dados informados na Relação Anual de Informações Sociais corretamente.

Trabalhadores que não tem direito ao PIS 2022

Algumas regras de antigamente continuam valendo em 2022, como a lista de pessoas que não podem receber o benefício. Alguns trabalhadores que antes recebiam, também não vão poder mais receber.

  • Trabalhadores urbanos vinculados a empregador de Pessoa Física
  • Trabalhadores rurais vinculados a empregador de Pessoa Física
  • Diretores sem nenhum vínculo empregatício
  • Empregadas domésticas
  • Menores de idade

Como calcular o valor do PIS 2022?

Mudou também os valores recebidos de acordo com a data de seu nascimento. Antes, todos os trabalhadores recebiam um salário mínimo integral independente do seu tempo trabalhado. Em 2020, o valor do PIS recebido será de acordo com o tempo trabalhado. Veja a seguir:

  • Quem trabalha há 6 meses, receberá meio salário mínimo.
  • Quem trabalha há 7 meses, receberá 7/12 de um salário mínimo.
  • Quem trabalha há 8 meses, receberá 8/12 de um salário mínimo.
  • Quem trabalha há 9 meses, receberá 9/12 de um salário mínimo.
  • Quem trabalha há 10 meses, receberá 10/12 de um salário mínimo.
  • Quem trabalha há 11 meses, receberá 11/12 de um salário mínimo.
  • Quem trabalha há 12 meses, receberá 1 salário mínimo integral.

Como você viu acima, agora só receberá um salário mínimo integral aquele trabalhador que tenha 12 meses de serviço. Lembre-se de anotar o tempo trabalhado e de pegar o seu benefício. Caso ele não seja retirado na data prevista, será devolvido para o FAT, por isso fique atento ao calendário. Caso não tenha acesso a um, na Caixa eles disponibilizam para os trabalhadores interessados.

Se você tiver dúvidas de como se inscrever no PIS/PASEP, como receber o seu benefício ou outras dúvidas, pode ir a uma agência da Caixa Econômica Federal, todas as pessoas lá são treinadas para lhe atender bem e tirar todas as dúvidas que ainda restam.

Caixa Econômica abre vagas para nível médio

Por Rene novembro 14, 2019 0

Ser jovem envolve diversos desafios, mas quando se fala no primeiro emprego, toda ajuda é válida, não é mesmo Você já ouviu falar no Programa Jovem Aprendiz Caixa 2021? Se um de seus sonhos é trabalhar em uma instituição bancária, então vale a pena começar através do programa Jovem Aprendiz Caixa. Com essa oportunidade com certeza você poderá ter uma experiência incrível de aprendizado, além de outros benefícios!

Continue com esta leitura e descubra tudo sobre como se tornar um Caixa jovem aprendiz.

Como funciona o Jovem Aprendiz Caixa 2020

No âmbito da Lei da Aprendizagem, é considerado Jovem Aprendiz 2020 todo aquele jovem que estuda e trabalha, recebendo (ao mesmo tempo) formação profissional para a qual está buscando capacitação.

Por meio de uma parceria com o Centro de Integração Escola-Empresa (CIEE) e outras entidades, a Caixa Econômica Federal preenche de 5% a 15% do seu quadro de colaboradores com aprendizes e você pode ser um deles!

De acordo com o site da Caixa (até esta data), no momento apenas está contratando adolescentes aprendizes, ou seja, aqueles menores de 18 anos para cumprir a cota de Aprendizagem nas Unidades conforme determina a Lei. Ainda segundo a instituição, a contratação de jovem aprendiz Caixa acima de 18 anos que está sendo veiculada em plataformas como redes sociais, sites de emprego e outras, são inverídicas.

Logo, para ser um jovem aprendiz 2021 os requisitos são:

  • Ter entre 15 e 17 anos completados para ingressar no programa;
  • Ter no mínimo 9° ano do ensino fundamental ou o equivalente na EJA (Educação para Jovens e Adultos);
  • Possuir renda familiar de até 50% do salário mínimo per capita.

No entanto, é certo que como jovem aprendiz Caixa (quando disponível este modelo de contratação) você irá desenvolver atividades que envolvem conhecimentos práticos e teóricos essenciais ao desempenho de uma profissão bancária.

Além disso, o programa busca incentivar e manter o aprendiz na instituição de ensino, sendo que este deve cursar a escola regular (caso ainda não tenha concluído o ensino médio) e estar matriculado e frequentando instituição escolar de ensino técnico profissional conveniada com a empresa Caixa.

Salário, Remuneração e Benefícios

Como jovem aprendiz Caixa 2020 você terá uma jornada de trabalho de 06 horas por dia e para ser selecionado ao cargo é necessário estudar no período matutino ou noturno. Além disso, você irá trabalhar com carteira assinada e, desse modo, terá praticamente os mesmos direitos de um trabalhador formal.

Você também vai receber:

  • Um salário mínimo por mês;
  • Auxílio alimentação;
  • Vale transporte.

Inclusive terá direito a convênio odontológico e médico, FGTS de 2% e férias. O contrato de jovem aprendiz Caixa tem duração de 24 meses.

Inscrição Jovem Aprendiz Caixa 2020

Caso você atenda a todos os requisitos do certame e deseja se tornar um jovem aprendiz Caixa, basta fazer a sua candidatura online pelo site da instituição através do endereço abaixo e seguir o passo a passo. Confira!

  • Acesse caixa.gov.br.
  • O processo para seleção de jovem aprendiz Caixa é feito por entidades parceiras da instituição;
  • Entre em contato com a entidade parceira Caixa por e-mail ou telefone que estão disponíveis no próprio site da Caixa;
  • Faça sua solicitação para cadastro no programa;
  • Fique no aguardo até que as vagas sejam disponibilizadas e a entidade entre em contato com você.

Vale salientar que as inscrições do jovem aprendiz Caixa 2020, visa preencher vagas para regiões que não têm candidatos aprovados na lista de classificação dos processos anteriores.

É importante você saber também que em caso de declaração falsa ou inexata por parte do candidato, ou se o mesmo não satisfizer a todas as condições estabelecidas no descritivo, a inscrição jovem aprendiz Caixa será cancelada bem como todos os atos decorrentes dela, mesmo que o fato seja constatado posteriormente.

Quanto ao processo seletivo, ele é formado por uma prova escrita com questões objetivas. Sendo aprovado na seleção para Caixa jovem aprendiz, você será convocado para participar de uma entrevista pessoal em uma das agências.

Portanto, realize seu sonho de trabalhar em uma instituição bancária sendo um jovem aprendiz Caixa 2020! Se ficou alguma dúvida pendente, não hesite em deixá-la nos comentários, pois assim que possível iremos te responder. Boa Sorte!

Benefício do Governo a famílias em situação de carência

Por Rene outubro 16, 2019 0

Calendário Bolsa Família 2020 é o cronograma corrigido pela Caixa Econômica Federal em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Social que divulga as datas corretas para o pagamento do benefício social Bolsa Família.

Lembre-se que o calendário do Bolsa Família do ano anterior não serve para o ano de 2020, visto que as datas de pagamento mudam todos os anos. Sendo assim acompanhe aqui como realizar o cadastro Bolsa Família 2020 e acompanhe a data do seu benefício.

Calendário Bolsa Família 2020

Conforme já explicamos no começo do artigo o calendário do Bolsa Família 2020 já foi divulgado com antecedência, portanto acesse nossa matéria completa e não perca a data de liberação do seu benefício.

Acesse logo abaixo o calendário atualizado. Lembre-se de conferir a data correta com base no seu número do NIS (Número de Identificação Social). O número NIS está disponível no próprio cartão do Bolsa Família, no cartão cidadão. Confira o calendário a seguir:

Atenção: o pagamento do Bolsa Família é bloqueado caso o beneficiário não efetue o saque do valor disponível por 90 dias. Ou seja, caso não retire seu benefício durante 3 meses, no dia seguinte ele é bloqueado automaticamente.

Não fique preocupado (a), caso tenha dúvidas sobre seu pagamento basta consultar a data correta nesta postagem ou nos links que recomendados, assim você não esquece de sacar o valor do Bolsa Família 2020 na data correta.

Consultar o Calendário do Bolsa Família

Você já percebeu que divulgamos aqui o calendário Bolsa Família 2020 atualizado, mas também citaremos outras fontes seguras para consultas do Bolsa Família.

A primeira fonte e muito segura é no próprio site da Caixa Econômica Federal, o órgão pagador deste programa social.

A segunda fonte também muito segura é no portal do Ministério do Desenvolvimento Social, órgão que regulamenta e gerencia este e outros benefícios sociais do Governo Federal.

Como Sacar o Benefício

O órgão pagador do valor do Bolsa Família 2020 é a Caixa Econômica Federal. Desta forma você precisa ir até uma agência bancária da Caixa mais próxima de posse de um documento de identificação oficial com foto, CPF e seu cartão Bolsa Família ou cartão cidadão para efetuar o saque.

Você também pode sacar o valor do Bolsa Família nas Casas Lotéricas ou em postos conveniados com a Caixa Econômica Federal. O procedimento segue o mesmo explicado no parágrafo anterior.

Confira agora mesmo o calendário Bolsa Família 2020 atualizado para sacar o benefício na data correta.

Reajuste de 10% em benefício social foi feito pelo Governo Federal

Por Rene outubro 8, 2019 0

Mesmo sem estar previsto no orçamento, o Governo Federal reajustou em 10% o benefício do Bolsa Família. O decreto do presidente Lula foi publicado hoje no Diário Oficial. O valor básico do benefício passa para R$ 68, contra R$ 62 do último reajuste, e o benefício variável – pago de acordo com o número de crianças – passa de R$ 20 para R$ 22. O benefício vinculado aos adolescentes, que era de R$ 30, passa para R$ 33 por adolescente, até o limite de R$ 66 por família.

O aumento – que corresponde ao aumento de preços dos alimentos nos últimos meses e foi feito com base no INPC – do Bolsa Família beneficia 11 milhões de famílias que, a partir de 1º de setembro, já poderão sacas com os valores alterados. O programa atende às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, com renda familiar mensal per capita entre R$ 70 e R$ 140,00.

O presidente Lula deverá anunciar o reajuste hoje, em Minas Gerais. Ontem, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse que o Governo está fazendo as contas para saber o tamanho do pedido de crédito suplementar que será encaminhado ao Congresso, até o fim do ano, para garantir o pagamento de todos os benefícios. A previsão é que o reajuste dos benefícios custe aos cofres públicos R$ 1,19 bilhão a mais por ano. Em julho, o Bolsa Família distribuiu R$ 994,7 milhões para 11,4 milhões de beneficiários em todo o País.

Mesmo sem estar previsto no orçamento, o Governo Federal reajustou em 10% o benefício do Bolsa Família. O decreto do presidente Lula foi publicado hoje no Diário Oficial. O valor básico do benefício passa para R$ 68, contra R$ 62 do último reajuste, e o benefício variável – pago de acordo com o número de crianças – passa de R$ 20 para R$ 22. O auxílio vinculado aos adolescentes, que era de R$ 30, passa para R$ 33 por adolescente, até o limite de R$ 66 por família.

O aumento – que corresponde ao reajuste de preços dos alimentos nos últimos meses e foi feito com base no INPC – do Bolsa Família beneficia 11 milhões de famílias que, a partir de 1º de setembro, já poderão sacar os valores com as correções. O programa atende às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, com renda familiar mensal per capita entre R$ 89 e R$ 178,00. O anúncio deve ser feito ainda hoje pelo presidente Lula, em Minas Gerais. Ontem, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse que o Governo está fazendo as contas para saber o tamanho do pedido de crédito suplementar que será encaminhado ao Congresso, até o fim do ano, para garantir o pagamento de todos os benefícios. A previsão é que a alta dos benefícios custe aos cofres públicos R$ 1,19 bilhão a mais por ano.

Em julho, o Bolsa Família distribuiu R$ 994,7 milhões para 11,4 milhões de beneficiários em todo o País.